14/01/15

Receita: um pãozinho bem fácil pra comer sem culpa

Categoria: ,

Dificuldade: 
Classificação:  

Oi pessoal!
Hoje vou ensinar uma receita de pão, feita em 2 minutos e perfeita pra quem está na reeducação alimentar. É uma receita famosinha até, mas tem algumas variações em cada lugar que vejo. Então vou postar a minha versão.
Só uma observação: é claro que não chega perto de um pão francês! Lembra mais um pão de forma, mas também não é um.

Ingredientes:

  • 1 ovo (pode ser só a clara, mas eu prefiro com a gema também)
  • 1 colher de sopa de iogurte desnatado (eu uso com 0% de gordura, não é tão fácil achar, mas as vezes dá)
  • 1 colher de sopa de farinha de aveia (encontro em lojas de produtos naturais e até nos mercados - também pode ser farelo de aveia)
  • 1 colher de café de fermento de bolo
  • Mix de temperos de sua preferência (eu uso um que comprei na Liberdade! Ótimo e com bom custo-benefício)
Preparo:

Misturar tudo na tigela refratária e colocar no micro-ondas por 2 minutos e 30 seg.


Depois de pronto, eu sempre recheio, e coloco na frigideira ou no grill para tostar um pouco. O pão é macio demais, então quando torramos ele fica mais crocante e saboroso.



Pronto! Super fácil, né? Como ele no café da manhã até quando estou com pressa.
Espero que tenham gostado. Obrigada pela visita!

12/01/15

Visitando Boiçucanga

Categoria:
No dia 7, eu, o Gabriel e a família dele fomos para a praia de Boiçucanga, que fica em São Sebastião. Um lugar lindo, sem dúvidas! 
Lá fez muito, muito, muito calor. Como em todo o Brasil nesses dias, né? Mas tinha uma piscina na casa que alugamos, o que aliviou muito o calor.  A casa também ficava perto da praia, então depois do almoço nós fomos até lá, tomamos sorvete, comemos batatinhas, bebemos água de coco... muito bom relembrar!
Em um dos dias que estivemos lá, fizemos a trilha até a cachoeira de Boiçucanga. Lá tem três quedas: uma pequena, uma bem maior e uma gigante. Só que na cachoeira maior nós não fomos, pois estava anoitecendo e ainda faltava bastante trilha para chegar.
A água é cristalina e geladinha!  A do mar também é limpa, e a areia é super fina. Mas devo admitir: houve uma decepção. Não tem conchas lá! Eu adoro procurar conchinhas diferentes, daquelas cheias de curvas. Mas não havia uma sequer. A não ser uma escondida que o Gabriel achou e me deu (muito fofinho ele!). Deve ter caído de algum lugar.
Até o sábado, éramos em seis adultos e cinco crianças. Elas eram o máximo! Acho que eu ficava mais com elas do que com os outros, hahaha. Ficamos procurando e pegando uns bichinhos chamados Tatuíras (que eu não conhecia até esses dias), brincamos até cansar.
























Se tudo der certo, ano que vem tem outra viagem dessas. Quem sabe até antes. Espero que sim!
Obrigada pela visita 

26/12/14

Sobre gostar de silêncio

Categoria: ,

Faz um tempo, a Grazi fez um post falando sobre seu gosto por ficar no seu canto. Quando li, me envolvi no pequeno texto e pensei: "também sou assim".
Uma coisa que me incomoda demais é a necessidade que algumas pessoas têm de querer falar e perguntar coisas. Por que o silêncio precisa ser chato ou constrangedor? Não me levem a mal, não sou emburrada. Gosto de conversar - e quando é sobre um assunto que gosto muito, não paro mais. Me empolgo e fico até chateada quando não tenho mais o que falar sobre o tal assunto. Mas, ao mesmo tempo, eu gosto de ficar sentadinha no meu canto, apenas ouvindo as pessoas conversarem, ou vendo elas fazerem as coisas. Gosto de encostar na parede e observar as pessoas.
Quando me pegam para contar alguma coisa, fico tão entretida com o que a pessoa está falando que até esqueço de comentar alguma coisa. Chega a ser bizarro: eu simplesmente não quero falar. Nadinha, nem "aham, conte mais".  Tem vezes que alguém me pergunta algo e eu preciso me esforçar pra soltar qualquer sonzinho. É como se falar fosse algo cansativo - mas isso é uma vez ou outra, não se desesperem!
Gostaria que as pessoas pudessem simplesmente falar e eu pudesse simplesmente ouvir.
E também gostaria de poder ficar no mesmo ambiente que alguém sem precisar ficar puxando assunto.
Poder ficar em silêncio, pra mim, é o momento mais confortável do dia. 

Um fato engraçado sobre mim: as vezes eu começo a viajar sozinha nos meus pensamentos, imaginando histórias, ou coisas que poderiam acontecer na minha vida. Então, de repente, eu falo alguma coisa em voz alta, hahaha. Por exemplo, começo a me imaginar derrubando um bolo de 3 andares, e então solto um "ah!!" (aquele suspiro pra dentro, sabem? De quando nos assustamos). Então eu olho em volta e vejo se alguém reparou. Fico feliz quando vejo que não. 

DIY: ursinho feito de meia

Categoria: ,

Não importa o "tipo" de urso: panda, polar, pardo, tibetano... todos são lindos. E é muito fácil fazer um de pelúcia! Fica mais legal quando você faz o urso com cores diferentes como azul, rosa, laranja ou com tecidos estampados.
O urso de hoje é feito apenas com uma meia, e aqui vai uma dica: sabem aquelas meias fofinhas e felpudas? Elas dão um efeito mais legal de urso fofinho!

Você vai precisar de:

- Uma meia da cor que preferir
- Linhas e agulhas
- Canetinha preta ou botões (para os olhos e o focinho)
- Fitas
- Tesoura
- Enchimento


1) Corte um círculo na ponta da meia, pegando os dois lados da meia (sairão dois círculos, mas eles devem ficar grudados na ponta, ou seja, não separe-os na ponta da meia). Vire do avesso e costure as bordas que ficaram separadas uma na outra, deixando um pequeno espaço aberto, por onde entrará o enchimento;
2) No espaço que sobrou da meia (deixando sobrar um pouco de tecido para os braços), corte o corpo deixando as laterais presas umas nas outras, assim como na imagem, e repita o processo 1;
3) Corte duas tiras (serão os braços do urso) com o resto da meia e repita o processo 1;

Clique aqui para ver as imagens 5 e 6 ampliadas

4) Com todas as partes do corpo do urso: vire as partes para o lado certo (tirar do avesso), coloque enchimento e costure o espaço aberto;
5) Na cabeça, segure uma pontinha de meia e coloque a agulha com linha. Essa pontinha será a orelha;
6) Enrole a linha em volta da orelha, bem apertada, e costure na meia para não soltar. Repita os processos 5 e 6 do outro lado.
7) Una as partes, costurando-as;
8) Finalize o ursinho: para o fucinho, costure um pedaço oval de meia no rosto, coloque enchimento e costure um botão preto em cima. Costure a boca com linha preta, amarre uma fitinha em volta do pescoço e pinte os olhos com canetinha (se preferir, costure botões no lugar dos olhos).

Eu não quis colocar rabinho no meu ursinho, acho que fica mais difícil dele ficar encostado na parede ou em algum outro lugar. Mas se quiser, é só cortar um círculo com a meia, colocar enchimento e costurar a borda do círculo no centro, toda a lateral junta, formando uma bolinha :)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...